VEDOVATO ODONTOLOGIA REALIZA SEGUNDA EDIÇÃO DO CURSO DE DISPOSITIVO INTRA ORAL PARA RONCO E APNEIA

14 de August de 2018

Nos dias 03 e 04 de agosto de 2018 ocorreu a segunda edi√ß√£o do curso ‚ÄúDispositivo intra oral para ronco e apneia‚ÄĚ, que foi ministrado pelos Profs. Rodrigo Corsi (T.P.D.), Dr Luis Fernando Barbosa (C.D.) e pelo m√©dico otorrinolaringologista Dr. S√©rgio Takeji Mitsuda.

Os alunos usufru√≠ram de dois dias de conte√ļdo te√≥rico, cl√≠nico e laboratorial. Todos os alunos confeccionaram um aparelho para controle do ronco e apneia durante o treinamento laboratorial.

turma-ronco-2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em p√© da esquerda para a direita: Dr. Fl√°vio Iacobucci, Professor Dr. Luiz Fernando Barboza, Dra. Avilene Marta, Professor TPD Rodrigo Corsi, Dr. Paulo Nuernberger, Dr. Gilson Hoffman, Dr. Eur√≠pedes Vedovato, Dr. Em√≠lio Zanata, TPD Elis√Ęngela Cruz e Dra. Camila Duarte.

Sentadas da esquerda para a direita: Dra. Vera Vitelli, Dra Cristiane Hunnicutt, Dra. Lise Milan, Dra. F√°tima Iacobucci e Milena Barbosa (estagi√°ria).

img_4622-3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dr. S√©rgio Takeji Mitsuda, m√©dico respons√°vel pela programa√ß√£o relativa a √°rea de otorinolaringologia do curso, onde abordou os temas voltados para o diagn√≥stico e tratamento m√©dico da apneia obstrutiva do sono, ronco prim√°rio e dist√ļrbios do sono.

placa-ronco

 

 

 

 

 

 

 

Dispositivo intra oral para ronco e apneia.

Dr. Eur√≠pedes Vedovato participa da VI Jornada de Cirurgia Ortogn√°tica e Ortodontia do Hospital S√≠rio ‚Äď Liban√™s

11 de June de 2018

Nos dias 01 e 02 de junho de 2018 aconteceu a VI Jornada de Cirurgia Ortognatica e Ortodontia do Hospital Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa que teve como tema central “Otimizando Resultados: Função e Estética, com coordenação do Dr. Luiz Carlos Souza Manganello e da Dra. Maria Eduína da Silveira.

O Dr. Eur√≠pedes Vedovato teve sua participa√ß√£o em uma das mesas de discuss√Ķes sobre deformidades complexas versus est√©tica facial e do sorriso, versando sobre a odontologia restauradora na devolu√ß√£o da beleza do sorriso.

4a40bd9e-5273-40c9-b819-c49f803430ba

 

 

 

 

 

 

 

Da esquerda para a direita: Dr. Luiz Carlos Souza Manganello, coordenador do evento, Dr. George Boraks, Dra. Maria Eduína da Silveira, coordenadora do evento e Dr. Eurípedes Vedovato.

ad6752a7-e654-4e32-b03b-be2ba8f72cb2

Dr. Eurípedes Vedovato e Dra. Maria Eduína da Silveira.

 

Corpo clínico da Vedovato Odontologia nos 40 anos da APCD Jardim Paulista

07 de June de 2018

Nos dias 18 e 19 de maio de 2018 aconteceu o XIII Encontro APCD do Jardim Paulista, edição especial para comemorar os 40 anos de fundação da APCD do Jardim Paulista em São Paulo.

O evento contou com 10 palestras das mais diversas √°reas da Odontologia com conte√ļdos extretamente atualizados, ministrados pelos professores de cursos de especializa√ß√£o da APCD Jd Paulista e tamb√©m de convidados, como a Dra. Maria Salete Nah√°s Pires Correa na √°era da odontopediatria e o Dr. M√°rio G√≥es na √°rea de materiais dent√°rios da UNICAMP.

O prof. Eur√≠pedes Vedovato, ¬†foi ministrador do tema ‚ÄúA Reabilita√ß√£o Oral e os Criadores de Verdades‚ÄĚe a Dra. Marta Riesco ministrou, juntamente ao Dr. Vicente de Souza Pinto, a palestra ‚ÄúQual o Futuro da Implantodontia?‚ÄĚ.

 

img_1573

 

 

 

 

 

 

 

Dra. Márcia Ayres, presidente da APCD do Jd Paulista entregando ao Dr. Eurípedes Vedovato seu certificado de palestrante.zuolo

 

 

 

 

 

Dra Márcia Ayres e Dr. Mário Zuolo, coordenador do curso de especialização em endodontia.

salete

 

 

 

 

 

 

 

 

Dra. Maria Salete Nah√°s Pinto e Dr. Nelson Sabino, coordenador do evento.

zanatta

 

 

 

 

 

 

 

 

Dr. Emílio Carlos Zanatta fazendo sua apresentação.

mario-goes

 

 

 

 

 

 

 

Dr. Nelson Sabino, prof. Mário Góes e Dra. Márcia Ayres.

marta

 

 

 

 

 

 

 

Da esquerda para a direita: Drs. Eurípedes Vedovato, Marta Riesco, Nelson Sabino e Vicente de Souza Pinto.

encontro-1

 

 

 

 

 

 

 

Da esquerda para direita: Drs. Isabel Vedovato, Eurípedes Vedovato, Angélica Vedovato, Caroline Parducci e Thiago Vedovato.

 

 

 

 

VEDOVATO ODONTOLOGIA REALIZA PRIMEIRA EDI√á√ÉO DO CURSO DE PLACA DE RONCO E APN√ČIA

10 de April de 2018

Nos dias 06 e 07 de abril de 2018 ocorreu a primeira edi√ß√£o do curso ‚ÄúPlaca de Ronco e Apneia‚ÄĚ, que foi ministrado pelos Profs. Rodrigo Corsi (T.P.D.), Dr Luis Fernando Barbosa (C.D.) e pelo m√©dico otorrinolaringologista Dr. S√©rgio Mitsuda.

Os alunos usufru√≠ram de dois dias de conte√ļdo te√≥rico, cl√≠nico e laboratorial. Todos os alunos confeccionaram um aparelho para controle do ronco e apneia no treinamento laboratorial.

turma-ronco-1-b

 

Da esquerda para direita em p√©: Dr. Thiago Vedovato, Dr. Eur√≠pedes Vedovato, Sra. Cintia (representante da Labordental),Dr. S√©rgio Nogata, Dra. Marcia Carvalho, Elisang√™la Cruz (T.P.D.), Dra. M√°rcia Ayres, Dra. Maleny Barajas, Dr. √Črico Campos, Dra. L√≠via Grinberg, Dr. Ronaldo Inoc√™ncio, Dr. Marco Meloncini, Dr. S√©rgio Yasuda, Dr. √Člcio Mattos e Dra. Renata Yasuda.

Da esquerda para direita sentados: Dr. Sérgio Mitsuda, Dra. Vivian Cristina Martins, Dr. Luiz Fernando Barbosa, Rodrigo Corsi (T.P.D.) e Dra Lilian Caravaggi.

Vedovato Odontologia disponibiliza tratamentos com Oz√īnioterapia

11 de December de 2017

Nos dias 20, 21 e 22 de outubro de 2017 a Dra. Ang√©lica Vedovato fez mais um curso de atualiza√ß√£o para aplica√ß√£o da oz√īnioterapia pela ABOZ, no Hotel Matsubara em S√£o Paulo. As aulas foram ministradas por v√°rios professores da √°rea, com a participa√ß√£o do professor americano Philipi Molica. A Dra. Ang√©lica fez sua habilita√ß√£o em oz√īnioterapia pela Universidade S√£o Leopoldo Mandic (Campinas ‚Äď SP) em fevereiro de 2017 e tem atuado na √°rea desde ent√£o.

A ozonioterapia √© o uso do oz√īnio para fins medicinais. √Č produzido por um gerador com oxig√™nio puro (medicinal) podendo ser veiculado na forma de √°gua ozonizada, g√°s de oz√īnio e √≥leo ozonizado. O oz√īnioterapeuta √© um dentista especialmente treinado para tal fun√ß√£o. O oz√īnio medicinal tem propriedades altamente bactericidas, fungicidas e antivirais (virost√°tico). Suas propriedades podem tamb√©m ativar o sistema imunol√≥gico, pois √© um estimulador biol√≥gico. Na Odontologia ele √© aplicado somente na forma t√≥pica e √© coadjuvante em todas especialidades dando conforto e melhor resultado aos tratamentos.

Para mais informa√ß√Ķes entre em contato conosco ou acesse: www.aboz.org.br

post_blog_oxi3

Prof. Vedovato lança o movimento Slow Dentistry no Brasil

21 de November de 2017

Movimento ‚ÄúSlow Dentistry‚ÄĚ

 

Todas as ci√™ncias do desenvolvimento humano encontram-se em um turbilh√£o de mudan√ßas, numa escalada conduzida pelas redes sociais, influenciando esta gera√ß√£o e que com certeza ser√° ‚Äúmutag√™nica‚ÄĚ para as pr√≥ximas. Na √°rea da sa√ļde, essas mudan√ßas tamb√©m atingiram os profissionais e os pacientes, n√£o cabe a mim discorrer sobre a medicina, por√©m o manifesto ‚Äúslow medicine‚ÄĚ est√° presente e de uma maneira marcante se contrap√Ķe a atual forma de resultados efetivos, baseados nos exames e pouco na manifesta√ß√£o cl√≠nica do paciente e muito menos na humaniza√ß√£o do atendimento ao paciente. Um de seus precursores √© o m√©dico italiano Marco Bobbio, secretario geral do movimento slow medicine (medicina lenta) e autor dos livros ‚ÄúO doente imaginado‚ÄĚ e ‚ÄúTroppa Medicina‚ÄĚ (muita medicina), este √ļltimo n√£o lan√ßado no Brasil. O movimento ‚Äúslow medicine‚ÄĚ assim como o ‚Äúslow food‚ÄĚ, querem discutir o modelo atual de concep√ß√£o da medicina e da alimenta√ß√£o.

Gostaria de discorrer um pouco o que est√° se passando com a odontologia mundial neste momento, onde um ‚Äúmodelo de resultado‚ÄĚ est√° indicado para todos os pacientes.

O meu rep√ļdio √© dirigido ao caminho que a odontologia est√° trilhando, um caminho de resultados imediatos, r√°pidos, onde o paciente √© o trampolim para alavancar somente o dinheiro.

Atualmente, e cada vez mais, os estudos nos levam a acreditar que a humaniza√ß√£o do atendimento se sobrep√Ķe aos resultados dos exames e an√°lises computadorizadas. Por exemplo, no tratamento das desordens temporo-mandibulares (D.T.M) e das dores orofaciais (D.O.F), os resultados dos exames nos auxiliam na forma de particularizar a terapia e n√£o impor uma terapia igual a todos.

No atual momento em que as pessoas est√£o conectadas o tempo todo, √© not√≥rio o aumento de pacientes que nos procuram com altera√ß√Ķes dent√°rias caracterizadas por sinais e ou sintomas decorrentes de parafun√ß√Ķes em idades precoces e dependentes de medicamentos para estabilidade emocional, cada vez mais, teremos em nossas cl√≠nicas pacientes com este perfil. A compreens√£o do paciente eixo I e eixo II, √© fundamental para o resultado do tratamento reabilitador dos dentes e esse tratamento deve ser concebido num modelo personalizado que seja previs√≠vel e respeite as articula√ß√Ķes, os m√ļsculos e o bom funcionamento do sistema mastigat√≥rio. O respeito a cicatriza√ß√£o, matura√ß√£o e estabilidade dos tecidos √≥sseos e gengivais n√£o mudaram, d√©cadas de estudos comprovaram e nos deram diretrizes do processo de repara√ß√£o das estruturas que envolvem um tratamento odontol√≥gico.

A f√≥rmula do sucesso e longevidade est√° dispon√≠vel e comprovada e de uma forma simplista podemos colocar que o diagn√≥stico correto, plano de tratamento, tempo de atendimento para realiza√ß√£o dos procedimento, tecnologias e experi√™ncia cl√≠nica, nos levam ao sucesso e a longevidade dos tratamentos. √Č bem prov√°vel que parte dos insucessos estejam relacionados ao tempo de atendimento diminu√≠do.

O Professor Henry Marsh √© um conceituado neurocirurgi√£o ingl√™s que tem alguns livros escritos sobre a sua √°rea de atua√ß√£o e possui in√ļmeras ‚Äúfrases de efeito‚ÄĚ que obrigam o leitor a refletir, ele diz:

 

‚Äú√Č preciso tr√™s meses para aprender a fazer uma cirurgia, tr√™s anos para saber quando √© preciso faze-la e 30 anos para saber quando n√£o se deve fazer a cirurgia. ‚ÄĚ

 

Por essa raz√£o, lan√ßo o movimento ‚Äúslow dentistry‚ÄĚ aqui no Brasil, pois ele j√° est√° germinando na Europa e espero abrir um debate com colegas que compactuam com a ideia da odontologia n√£o se enveredar neste universo que a medicina e a alimenta√ß√£o j√° entraram e est√£o tentando reverter.

A odontologia n√£o pode ser comparada ao ‚Äúfast-food‚ÄĚ que transformou a medicina e a alimenta√ß√£o e como diz o Dr. Marco Bobbio, as pessoas sentam a mesa n√£o para comer o que desejam e sim ‚Äúo que pode‚ÄĚ ou o que ‚Äún√£o pode‚ÄĚ.

Na odontologia, o que vemos hoje nos eventos patrocinados por empresas reflete o que est√° escrito no √ļltimo livro do professor Jim√©nez-Lopes: (‚ÄúAjuste Oclusal em Implantes e Dentes Naturais: Oclus√£o em 3D‚ÄĚ) ‚Äú Temos muitos jovens ignorantes e inexperientes sem nenhuma d√ļvida e muitos inteligentes e experientes cheios de d√ļvidas‚ÄĚ.

Tem muito dinheiro e ‚Äúeconomia‚ÄĚ dentro dessa nova odontologia, por√©m n√£o se iludam os mais jovens, o resultado financeiro n√£o ficar√° com o dentista e muito menos melhorar√° a vida do nosso paciente. H√° 30 anos atr√°s, os dentistas conclu√≠am os cursos de gradua√ß√£o e tinham a certeza de que montariam seus consult√≥rios particulares para atender ‚Äúseus‚ÄĚ clientes. De 15 anos para c√° os dentistas deixam a faculdade e tem a certeza que ser√£o empregados de alguma cl√≠nica onde ter√£o que produzir muito em pouco tempo, para sobreviver.

Precisamos parar e pensar, mudar a forma de agir, do contr√°rio teremos em um futuro pr√≥ximo dentistas emburrecidos, empobrecidos e in√ļmeros pacientes insatisfeitos.

Precisamos repensar a odontologia atual.

 

 

S√£o Paulo ‚Äď Novembro de 2017

Eurípedes Vedovato

Curso de Oclusão e Prótese Fixa em Portugal

15 de September de 2017

Do dia 29 de agosto ao dia 3 de setembro, o prof. Eur√≠pedes Vedovato e o Dr. Thiago Vedovato realizaram o 4¬ļ m√≥dulo do curso de Oclus√£o e Pr√≥tese Fixa na Cl√≠nica Mollaris, na cidade de Leiria, Portugal. Foram 4 dias de muito trabalho e ensinamentos. Nesses dias ocorreram aulas te√≥ricas e na cl√≠nica foram provadas as infraestruturas met√°licas e cer√Ęmicas unit√°rias, moldagens de transfer√™ncia dos implantes, coppings e preparos de facetas, arco facial e montagem nos articuladores ARTEX, todos os trabalhos foram realizados com a tecnologia CAD-CAM, pelo laborat√≥rio de pr√≥teses P.M.F. que tem a supervis√£o t√©cnica, do TPD Pedro Freitas.

Prof. Vedovato orientando os alunos no laboratório da Mollaris, em Leiria.

Prof. Vedovato orientando os alunos no laboratório da Mollaris, em Leiria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Modelos montados em articuladores ARTEX.

Modelos montados em articuladores ARTEX.

Dr. Eurípedes Vedovato com mais uma turma em Portugal

02 de August de 2017

O diretor clínico da Vedovato Odontologia, Dr. Eurípedes Vedovato segue com mais um módulo de seu curso clínico de prótese fixa e oclusão em Portugal. Essa é a quinta turma sob a batuta do professor, na cidade de Leiria.

Ao final do curso s√£o reabilitados 4 pacientes e os alunos saem aptos a realizarem reabilita√ß√Ķes orais complexas, utilizando pr√≥teses parciais fixas suportadas por dentes e implantes.

O curso é composto por 5 módulos e tem duração de 1 ano.

Homens em pé da esquerda para direita: Drs. Marcelo Lopes, Marco Pestana e Eurípedes Vedovato. Mulheres sentadas da esquerda para direita: Dras. Andreia Silva, Ana Freitas, Mafalda Catrau, Karin Pellenz, Ligia Amado e Sílvia Manteigas.

Homens em pé da esquerda para direita: Drs. Marcelo Lopes, Marco Pestana e Eurípedes Vedovato.
Mulheres sentadas da esquerda para direita: Dras. Andreia Silva, Ana Freitas, Mafalda Catrau, Karin Pellenz, Ligia Amado e Sílvia Manteigas.

Curso de Habilitação em Lasers em Odontologia

05 de June de 2017

A Dra. Caroline Parducci, dentista do corpo clínico da Vedovato Odontologia realizou o curso de Habilitação em Lasers em Odontologia, turma de Abril-Maio de 2017 na Fundação Faculdade de Odontologia FFO Fundecto, o curso ocorreu no Laboratório Especial de Laseres em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo LELO- FOUSP.

O que é?

A palavra LASER corresponde a uma sigla composta pelas palavras Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation, a qual significa ‚ÄúAmplifica√ß√£o da Luz por Emiss√£o Estimulada de Radia√ß√£o‚ÄĚ.

 

Onde se aplica?

O princ√≠pio da bioestimula√ß√£o promovido pelo Laser de Baixa Pot√™ncia foi introduzido h√° mais de 20 anos na √°rea da sa√ļde, √© aplicado para acelerar a cicatriza√ß√£o de les√Ķes intraorais. Em associa√ß√£o a um fotossembilizador possui efeito antimicrobiano, sendo tamb√©m utilizado em infecc√ß√Ķes orais.

Nas situa√ß√Ķes cl√≠nicas pode ser aplicado para se obter resultados terap√™uticos nos casos de: AFTA (√ölcera Aftosa Recorrente), Alveolite, Bioestimula√ß√£o √≥ssea, Cirurgias, Les√Ķes de C√°rie, DTM (Disfun√ß√£o Temporo Mandibular), Edemas, Endodontia, Gengivite e Periodontite, Herpes Simples, Preven√ß√£o do Aparecimento de Les√Ķes de Herpes, Hipersensibilidade dentin√°ria, Les√Ķes traum√°ticas (√ļlceras), Mucosite decorrente de quimio e radioterapia, Ortodontia, Pediatria, Nevralgia, Paralisia facial, Queilite angular e Parestesia.

 

Quais os benefícios?

A radiação emitida pelos lasers de baixa potência proporcionando ao organismo uma melhor resposta à inflamação, com consequente redução do edema e minimização da sintomatologia dolorosa (efeito analgésico), além de favorecer de maneira bastante eficaz a reparação tecidual da região lesada mediante a bioestimulação celular.

 

O LASER causa C√Ęncer?

Não. A radiação emitida pelos aparelhos de laser se caracteriza por ser uma radiação não ionizante, portanto não possui energia suficiente para causar uma alteração na configuração de elétrons dos átomos.

Dra Caroline Parducci

Dra Caroline Parducci

 

Dra Caroline entre os colegas do curso.

Dra Caroline entre os colegas do curso.

VEDOVATO ODONTOLOGIA REALIZA QUARTA EDI√á√ÉO DO CURSO DE ENCERAMENTO DE DENTES ANTERIORES SUPERIORES COM MOCK UP CL√ćNICO

03 de May de 2017

Nos dias 28 e 29 de abril de 2017 ocorreu mais uma edi√ß√£o do curso ‚ÄúEnceramento de dentes anteriores superiores com mock-up cl√≠nico‚ÄĚ, que foi ministrado pelo Prof. Alexandre Santos (T.P.D.) do Laborat√≥rio Studio Art Dental, de Curitiba e pelo Dr. Eur√≠pedes Vedovato, diretor cl√≠nico da Vedovato Odontologia.

Como nas outras edi√ß√Ķes, os alunos usufru√≠ram de 2 dias de atividade pr√°tica laboratorial e cl√≠nica e nos intervalos tiveram o privil√©gio de confraternizar com os coffees no ecotelhado de nossa cl√≠nica.

dsc_4475

Sentados da esquerda para direita, Dra Regina Piovesana, o professor TPD Alexandre Santos, Dr. Eur√≠pedes Vedovato, Dras Eliane Higa e Thais Brand√£o. Em p√© da esquerda para direita: Drs. Thiago Vedovato, F√°bio Gon√ßalves, Maleny Barajas (M√©xico), Paulo Floriano, Renata Belleza, Ana L√ļcia Andraus (Taubat√© ‚Äď SP) e Priscila Sakzenian (Mogi Gua√ßu ‚Äď SP).